.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

É claro que Alexandre Baldy quer disputar o governo goiano em 2018

Baldy quer ser governador em 2018 sim!

Por: Walter Brito
As elites, em qualquer lugar do mundo, almejam o poder político. No Estado de Goiás não é diferente. O senador Ronaldo Caiado (DEM) é oriundo das elites ruralistas e lidera as pesquisas para governador com mais de 30% de intenção de votos, enquanto que Zé Eliton não passa de 10%. Este, nos últimos anos, pensa que também pertence às elites goianas; entretanto, os endinheirados goianos ainda não o aceitam como tal. Bem diferente do menino pobre que saiu da cidade de Palmeiras do interior de Goiás e se enfronhou no gabinete do então governador Henrique Santillo e por lá se fez. Menino esperto e atento, risonho e bem-apessoado, rapidamente Perillo foi percebendo como se comporta a elite, pois ele queria participar dela.

Caiado é oriundo das elites ruralistas de Goiás

O palmeirense teve seu primeiro cargo de importância como presidente do PMDB jovem. Elegeu-se deputado estadual, deputado federal e foi o azarão da eleição de 1998, quando cercado pelas elites da direita derrotou Iris Rezende.
Depois de quatro mandatos como governador, Perillo garantiu o seu lugar cativo na elite goiana. Ele tenta galgar voos maiores e chegar à elite brasileira. Recentemente, ameaçou ser o presidente nacional do PSDB e perdeu o posto para Geraldo Alckmin, que provou que além de ser da elite política, ele é mais parecido que Marconi com os poderosos da elite econômica do país.
Zé Eliton, oriundo da cidade de Posse, em Goiás, tem a mesma pretensão de Marconi Perillo; contudo, Alexandre Baldy, que já é amigo de Michel Temer, inclusive é o poderoso ministro das Cidades, certamente se acha mais parecido com as elites nacionais que o próprio Marconi.

Zé Eliton sabe que pode ser substituído no decorrer da campanha por Perillo!


Por isso, tudo indica que ele almeja ser o Perillo de 1998 e tornar-se o comandante-mor da principal cadeira do Palácio das Esmeraldas.
Caiado, que lidera as pesquisas, deve estar com as barbas de molho. Ele, como elitista de proa, conhece bem como funciona o jogo da casta que comanda o Brasil há mais de 500 anos. Baldy, como ministro do governo Temer, terá todas as facilidades para unir a maioria dos partidos de oposição e ainda tomar alguns de Caiado. Como Marconi é um animal político, poderá pensar duas vezes se seu candidato para governador em 2018 será mesmo Zé Eliton ou Baldy. Ou até mesmo optar pelo seu mais ferrenho adversário nos últimos 20 anos, Iris Rezende Machado.

Iris Rezende poderá voltar aos velhos tempos - Perillo tem tudo para indicá-lo como tertius em 2018


O leitor, que de um modo geral não é bobo, sabe que para ocupar cargo majoritário no Brasil, o candidato tem que pertencer e parecer que é um elitista, com raríssimas exceções!

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

O PECADO CAPITAL DE WILLIAM WAACK!



Por: Walter Brito

A imprensa é o quarto poder na maioria dos países do mundo, o que é importante, pois a informação de qualidade é fundamental para o bem da humanidade. Em alguns lugares como o Brasil, a imprensa tem tanto poder que o ex-presidente Collor foi apeado da principal cadeira do Palácio do Planalto com dez jornais nacionais, veiculados pela então poderosa TV Globo. Os anos se passaram, o mundo evoluiu e a Nova Ordem Mundial democratizou a comunicação, onde em nosso país cada um que tem um celular tornou-se um comunicador importante. Prova disso ocorreu recentemente e para todo mundo ver, quando a ex-todo-poderosa televisão dos Marinho tentou derrubar o presidente Temer com mais de cem jornais nacionais mostrando o fundo do poço em que estaria o seu governo, enquanto o presidente brasileiro continua no cargo e, ao que tudo indica, cumprirá seu mandato até o final. Se a Globo continuasse poderosa como no passado, Luciano Huck já estaria na frente do Lula para presidente do Brasil.


A BUZINA DO NEGÃO INCOMODOU WAACK

Waack pediu desculpas, mas: Inês é morta!
O racismo é sem dúvidas um dos males de nossos tempos e não para de crescer! O importante jornalista Willian Waack, comunicador de proa e com folha de trabalho em diversos países do mundo, inclusive na Alemanha e nos Estados Unidos, mostrou que também é racista e não esconde de ninguém. Em vídeo que circula pelo mundo o autor de As Duas Faces da GlóriaCamaradasMister You BagdadO Livro Das Grandes ReportagensPolônia: A Crise de 500 dias que abalou o socialismo, entre outros artigos e reportagens importantes, mostra-se, infelizmente, como racista do primeiro time da elite brasileira. Waack disse em alto e bom som, referindo-se a um cidadão afro-americano, que teria usado a buzina de seu carro e o incomodado na hora de seu trabalho: “É coisa de preto mesmo, né?”, disse o jornalista.
Os países mais racistas do mundo, segundo as estatísticas são: Estados Unidos da América, Reino Unido, Austrália, Ruanda, Japão, Alemanha, Israel, Rússia, Paquistão, Índia, entre outros. Como se vê, o Brasil estrategicamente não se encontra entre os dez países mais racistas do planeta Terra, contudo, cientistas da questão são categóricos em afirmar que nosso país é efetivamente um dos mais racistas, inclusive disputando de igual para igual com os Estados Unidos da América. Apesar de o racismo aqui ocorrer de forma sofisticada e às escondidas, o mal nefasto que corrompe a humanidade é muito poderoso entre nós. Nesse sentido, alguns jornalistas com os seus dons dados por Deus evoluíram e se tornaram verdadeiros ícones do mundo material e muitos se sentem tão poderosos que se esquecem de que somos a união do mundo material com o espiritual. Vaidosos, desconhecem que determinados valores importantes, como o que diz que somos iguais, independentemente de nossas etnias, não são levados a sério. Claro, o jornalista de sucesso William Waack sabe de tudo isso, inclusive de que a raça humana é uma só! Nos estúdios da TV Globo, em frente à Casa Branca em Washington, nos EUA, ele fingiu que não sabia desta questão importante para os humanos.Com todo conforto e pensando que ninguém conheceria um dia sua verdadeira face, Waack mostrou-se por inteiro, apesar de imaginar que estaria protegido pelo Deus que ele pensa que é!


A IRA E A SOBERBA PARA WAACK CONHECER
Esperamos que ele conheça também os pecados capitais e, de forma especial, a Ira e a Soberba. Veja aí meu caro colega jornalista William Waack, o que diz a Wikipédia sobre os dois itens acima:
Ira
Conhecida também por cólera, é o sentimento humano de externar raiva e ódio por alguma coisa ou alguém. É o forte desejo de causar mal a outrem e um dos grandes responsáveis pela maior parte dos conflitos humanos no transcorrer das gerações. Sua virtude é o Perdão.
Soberba
A soberba (do latim superbia) é conhecida também como vaidade ou orgulho. Está associada a orgulho excessivo, arrogância e vaidade. A Soberba consiste em ser superior a todos, isso fez com que Lúcifer se sentisse mais alto que o próprio Deus.

Em paralelo, segundo o teólogo São Tomás de Aquino, a soberba era um pecado tão grande que ficava fora de série, devendo ser tratada em separado dos restantes pecados e merecendo atenção especial. Aquino tratava a questão da vaidade como sendo um pecado em separado, mas a Igreja Católica decidiu unir a vaidade à soberba, acreditando que neles havia um mesmo componente de vanglória, o que levaria ao seu estudo e ao seu tratamento conjuntos.

DEPOIMENTOS CONTRA WAACK
Artistas da TV Globo se mostram conscientes do racismo no Brasil e se posicionam contra a atitude de William Waack. Veja o que disseram os atores: Cris Vianna e Bruno Gagliasso:
Cris Vianna

A afrodescendente Cris Vianna defende sua etnia














"Quando o racismo 'velado' é REVELADO. É racismo sim", escreveu a atriz, que usou ainda as hashtags #racistasnãopassarão #racismoécrime.

Bruno Gagliasso e a filha Titi
Bruno Gagliasso que é pai de Titi, de seu casamento com Giovanna Ewbank, – e já denunciou comentários racistas feitos contra a filha nas redes sociais -, concordou com Cris. "Racista e machista. #Nãopassarão" comentou ele.

DIA DE ZUMBI E OS NEGROS NO PODER

Zumbi é símbolo de lutas, conquistas e vitórias da comunidade negra brasileira
No próximo dia 20 de novembro completam-se 322 anos que Zumbi dos Palmares foi assassinado, quando defendia o seu povo da escravidão. Mais de três séculos se passaram e as elites do país continuam a pensar que o povo negro que derramou seu sangue para a construção desta nação não tem nenhum valor. Está claro em quase todas as administrações dos governos brasileiros que, apesar da participação fundamental e importante da negritude na construção do país, os seus descendentes nunca participaram de forma efetivada administração do Brasil. Uma das raras exceções foi a presença de Joaquim Barbosa na presidência da Suprema Corte de nosso país.

Quando Joaquim Barbosa tomou posse como presidente do Supremo, os primeiros a cumprimentá-lo foram os seus familiares, sob o comando de sua mãe, a Dona Benedita da Silva. Ao lado, os atores globais Regina Casé, Milton Gonçalves.

Com o advento das redes sociais, eis que surge uma luz no fim do túnel, e a ainda poderosa TV Globo poderá tornar-se uma grande aliada para ajudar a acabar com o racismo nos quatro cantos de nosso país. Antenada com a força que as redes sociais detêm, a televisão dos Marinho não pensou duas vezes, quando viu a verdadeira face de William Waack mostrada mundo afora. Demitiu sem pestanejar o todo-poderoso Waack. Que a lição fique para todos aqueles que se escondem atrás do racismo disfarçado, muito em voga no Brasil, inclusive entre os nossos jornalistas mais importantes!
Lembrando o pensamento do filósofo inglês, John Stuart Mill, quando disse o seguinte: “A sociedade, quando faz as vezes do tirano, pratica uma tirania mais temível do que muitas espécies de opressão política, pois penetra nos detalhes da vida e escraviza a alma. Por isso é necessária a proteção contra a tirania da opinião e do sentimento dominantes.”
 Neste sentido, convido os brasileiros e brasileiras que se posicionam contra o racismo, para um grande buzinaço, nos quatro cantos do país, no dia 20 de novembro de 2017 (Dia de Zumbi), às 10 horas da manhã. Vamos dizer não ao Waack e aos racistas de plantão!

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

A pior traição de Lula foi não erradicar o analfabetismo: Cristovam Buarque

Por: Walter Brito

Cristovam é pré-candidato ao Palácio do Planalto

O senador Cristovam Buarque (PPS) está a todo vapor e rumo ao Palácio do Planalto. Intelectual do primeiro time, economista de proa, pensador de um Brasil moderno, defensor inconteste da educação; Cristovam se licenciará do cargo brevemente e vai ouvir o povo em todos os rincões do país. Filiado ao PPS, do também pernambucano Roberto Freire, este é Geraldo Alckmin até debaixo d’água. Freire poderá assumir mandato de deputado federal no lugar de um aliado do governador de São Paulo, que deve ser nomeado para o governo.
Mesmo assim, Cristovam vai levar seu discurso pelo País afora. Entrevistamos o senador, quando ele falou sobre seu posicionamento firme contra qualquer tipo de censura, inclusive a censura nas artes. Nesta seara ele comentou o voto declarado do artista plástico Siron Franco, que disse com todas as letras, ser eleitor de Cristovam para presidente do Brasil. O senador fez comentário ainda sobre a Lei da Palmada, índios pelados[P1] , crianças que apanham com vara Brasil afora, cotas para negros nas universidades, o lado social da economia, a tecnologia de ponta na vida do cidadão. O parlamentar brasiliense aproveitou a reportagem, para dizer que apesar das lágrimas da saudosa Dona Marisa Inácio Lula da Silva, o ex-presidente Lula traiu o Brasil, quando não erradicou o analfabetismo. Veja a íntegra da entrevista!

SIRON FRANCO VOTA EM CRISTOVAM PARA PRESIDENTE
Siron Franco receberá Cristovam ao lado de artistas


Considerado um dos artistas plásticos mais importante do país, o autor da coleção de pinturas: Madonas, disse que Cristovam é o político mais preparado para ser presidente do Brasil. Sobre a afirmativa do artista, o senador respondeu: “Trata-se de um voto altamente qualificado. Tenho por Siron a maior admiração como pintor. Quando tivemos em Brasília a tragédia do índio Pataxó Galdino, o Siron nos deu o maior apoio. Ele ajudou a convencer os jovens de Brasília, da dimensão daquela tragédia. Junto com o famoso artista plástico, inauguramos uma praça em homenagem ao índio Pataxó e lá naquele local, ainda hoje, tem uma escultura feita pelo Siron, que retrata aquela tragédia. Eu tenho o maior orgulho disso”, arrematou Cristovam. O Siron disse para a reportagem, que terá um grande prazer em reunir no atelier em Goiânia, artistas de todo o país e diversas tendências no mundo das artes, para um encontro com Cristovam, oportunidade em que serão discutidos os novos rumos da cultura no país.

A CENSURA COMEÇA COM A NUDEZ E TERMINA NA MUDEZ

A cena que causou polêmica no MAM


Mal entendido por alguns evangélicos, que acusaram o senador de apoiar a pedofilia; a esse respeito Cristovam respondeu de forma calma e serena, mas foi enfático: “Sou contra qualquer tipo de censura, inclusive a censura nas artes. Contudo, um homem pelado morto ou vivo, para mim nunca foi arte. A questão de uma criança tocar o homem numa performance ocorrida no Museu de Arte Moderna-MAM, é para mim um absurdo e irresponsabilidade tamanha dos pais. Por isso existem as classificações por faixa etária na participação de eventos: cinema, teatro ou um evento como o que ocorreu no MAM. E mais, sou contra a censura sim, pois existe uma frase que diz: A censura começa com a nudez e termina com a mudez. A partir da nudez ocorrem outros passos e mais outros, inclusive proibindo religiões. Neste sentido, o que mais me motivou fazer aquela frase foi a censura aos cultos afrobrasileiros. Tive a oportunidade de ver em um terreiro no Rio de Janeiro, quando foi invadido e o Pai de Santo foi obrigado a quebrar seus próprios objetos religiosos. Não posso concordar com esse tipo de coisa”, comentou o senador do PPS.

LEI DA PALMADA
Dentro do mesmo assunto e sobre a afirmativa de um dos pastores, que discorda de seus posicionamentos públicos, o parlamentar do PPS acrescentou: “Um dos pastores que me critica disse, que não concorda comigo por eu ser favorável a proposta de partido único na escola. Eu sou a favor de todos os partidos, por isso não concordo com o partido único na escola. Outra coisa, refere-se a minha posição contrária a Lei da Palmada. É uma lei que proíbe maltratar criança. Eu sou contra maltratar criança também. O pastor disse no artigo dele, que educação é obrigação da família e não do estado. Se aquela mãe que levou seu filho à exposição tem todo o poder, o pastor não poderia criticar a mãe. A meu ver, a educação é do pai, da mãe, da família e do estado. O estado tem o direito de interferir no processo educacional e, sempre que houver pais irresponsáveis que maltratam os filhos. Neste sentido, o estado tem o direito e a obrigação de interferir e é esta a contradição do pastor. Ele se posicionou contra o estado proibir maltrato das crianças por parte dos pais, só que ao mesmo tempo, ele reclama porquê a mãe fez aquilo. A mãe errou e o estado tem que proibir e dizer qual é a idade que a criança pode assistir determinado tipo de evento”, disse Cristovam.

INDIO NO SHOPPING CENTER

Ainda sobre o mesmo assunto e o comportamento dos pais, o senador da República disse: “Certos pais e em algumas culturas têm o direito de sair e dizer que são diferentes. O estado não pode por exemplo, proibir o índio de andar nu, lá na tribo dele! É claro que, o índio não vai poder andar nu no Shopping Center. Por isso o estado tem que intervir”, explicou o professor da UnB Cristovam Buarque.

CRIANÇAS APANHANDO COM VARA
Nessa questão, o senador faz um esclarecimento sobre uma citação bíblica. “O pastor que me criticou diz que a bíblia permite os pais bater em criança com vara. O pastor tem que entender que vara citado na bíblia é no sentido metafórico, para mim a criança tem que ser educada com palavra e a vara é a voz. Não se trata de palmadas, pancadas ou açoite”, disse Cristovam.

LULA TRAIU OS VALORES SOCIALISTAS

Lula e Cristovam nos velhos tempos


Questionamos o senador referente ao motivo pelo qual, ele não conseguiu viabilizar o seu projeto como ministro da educação do Lula, que propunha acabar com o analfabetismo no Brasil. Ele disse: “Quando fui ministro da educação criamos um projeto para erradicar o analfabetismo no Brasil, o que não quer dizer zerar, pois existem pessoas que não vão aprender a ler: ou por deficiência, ou em outros casos pela idade avançada. Neste caso, eu já vi muitas pessoas com 80 anos ou mais aprendendo a ler nos cursos que implantei quando ministro da educação. Trata-se de uma exceção. Vale ressaltar, que é uma vergonha ver 13 milhões de analfabetos e adultos que não sabem decifrar o que está escrito em nossa bandeira: ordem e progresso. Se eu fosse escolher um dia o que eu acho pior em relação aos valores socialistas, por parte do governo comandado por Luiz Inácio Lula da Silva, eu diria que foi não ter erradicado o analfabetismo. Portanto, o ex-presidente Lula traiu os valores socialistas e consequentemente traiu o povo brasileiro. Participei de um certo evento na Confederação Nacional de Industria-CNI, oportunidade em que o Lula no seu discurso e olhando para mim disse o seguinte: ‘Cristovam, quem come apressado come cru. Nós não temos pressa para acabar com o analfabetismo no Brasil’. A minha mulher não me perdoa até hoje, por eu não ter renunciado ali naquele momento e diante de todo mundo. O Lula nunca se importou em erradicar o analfabetismo, embora eu tenha visto a Dona Marisa com os olhos cheios de lágrimas, quando eu criei o labirinto do analfabetismo”, atacou Cristovam.

O MOVIMENTO NEGRO NÃO LUTA POR ENSINO MÉDIO DE QUALIDADE

A reportagem questionou o senador referente ao avanço das cotas para a comunidade negra nas universidades no governo Lula. Ele argumentou: “Não tenho dúvidas que as cotas para a comunidade negra nas universidades avançaram muito. Embora, não seja uma coisa só do governo Lula, mas foi ele efetivamente que se preocupou com a questão. Eu dou aula na UnB e é completamente diferente a cor da pele dos alunos 20 anos atrás e agora. Contudo, isso é um paliativo. Quero deixar claro, que sempre fui favorável ao sistema de cotas para afrodescendentes nas universidades. O que sempre discordei do Movimento Negro, é que a cota só não basta! O que eu queria é que negros e brancos, pobres e ricos disputassem a universidade em condições de igualdade. Para isso basta que a escola seja igual para brancos e negros, pobres e ricos. Para mim o grande slogan do futuro é: ‘o filho do pobre na escola do filho do rico; o filho do negro na escola do filho do branco; o filho do trabalhador na escola do filho do patrão. A partir daí não precisaremos mais de cotas. Eu sinto que o movimento negro não luta por isso, ou seja para que a escola básica seja igual para negros e brancos. O movimento negro só luta pelas cotas para negros nas universidades. Eu cobro muito isso do Frei Davi, que é um ícone da causa negra, que é nobre e importante. O Frei Davi não luta pela erradicação do analfabetismo na comunidade negra e nem pela melhora do ensino básico. Só luta para colocar o negro na universidade. Acrescento ainda que, o Neymar é um dos salários mais altos do mundo. Claro, a bola é redonda para todo mundo, independente da cor da pele. Depende só do talento e não precisa de cotas para isso. A escola no Brasil infelizmente não é igual para todos”, ensinou Cristovam.
A ECONOMIA E O SOCIAL

Como economista de proa, perguntamos para Cristovam sobre a importância da economia para a área social. Ele adorou a pergunta e respondeu de forma professoral: “Você trouxe o ponto-chave do meu projeto rumo ao Palácio do Planalto. Sou pré-candidato à presidência da República e vou perder voto por isso. Para que a economia ajude o social é preciso que ela seja eficiente. É necessário que ela gere um produto tal, que precisa para fazer as reformas sociais. Um exemplo disso é que a escola seja boa para todos, que a saúde funcione. Querer mudar a sociedade por dentro da economia não deu certo. Todo mundo sabe que a economia ficou ineficiente e a sociedade paga o preço disso. Aumentou o número de pobres no Brasil pelo fato da economia ter deixado de ser eficiente. Não é mudando a economia que a gente faz a sociedade justa. Não virá por dentro da economia, como se tentou com o socialismo no Leste europeu que estatiza e distribui melhor o salário em vez do lucro. Temos que ter uma economia que funcione: uma relação salário, impostos e lucro. Tem que ser definida tecnicamente e debaixo de regras éticas. Exemplo disso: não se pode ganhar dinheiro com drogas ilícitas; não pode ter trabalho escravo; não pode poluir a natureza. Isso são valores éticos e debaixo disso o que é eficiente. É com a referida eficiência que teremos recursos para construir uma sociedade justa, inclusive garantindo renda para quem não tiver emprego, pois a economia não dará emprego para todos. Você não pode obrigar uma empresa dar mais emprego do que ela precisa, senão ela quebra e o empresário vai embora. O segredo para a economia ser eficiente é o equilíbrio fiscal. Por isso a taxa de juro tem que ser baixa, diminuindo a necessidade de endividamento. A taxa de juro não é alta porque os banqueiros querem, ela vai ficar baixa porque o governo quer. A taxa de juros vai baixar, quando não se precisar tanto de empréstimos. O governo precisa reduzir as suas necessidades de gastos, o que diminui o empréstimo nos bancos, enquanto que nós temos que ser mais austeros comprando menos coisas. Um exemplo onde foi aplicado esse sistema e deu certo foi nos países escandinavos e na Europa principalmente. Contudo, a grande revolução será o filho do trabalhador estudando na mesma escola do patrão. Vale ressaltar, que desta forma não vamos desperdiçar nenhum cérebro no Brasil. Quando aproveitamos todos os cérebros num país de dimensões continentais como o nosso, certamente a produtividade vai crescer de uma forma muito forte e a economia se torna eficiente. Lembro ainda que no Brasil tem pobreza por duas razões: uma é porque concentra renda e a outra é que a economia é pobre e sua renda per capta é baixa. Não adianta fecharmos os olhos para isso”, orientou Cristovam.

ALTA TECNOLOGIA EM FOCO

Entusiasta da tecnologia de ponta, o senador deixou transparecer que em suas viagens pelo Brasil, no período em que for substituído no cargo de senador pelo petista Wilmar Lacerda, um ponto forte para atrair o voto da juventude, certamente será o seu conhecimento e vontade de implementar na administração pública do País, os últimos recursos que a tecnologia de ponta poderá propiciar num Brasil do futuro. Nesta seara ele disse: “precisamos usar com eficiência as tecnologias que já existem. Hoje é possível fazer um exame de sangue completo com uma gotinha de sangue. Existe um aparelhozinho que custa 20 dólares. Em casa você coloca o aparelho e com uma agulhinha retira a gota de sangue, que em trinta minutos a pessoa recebe o resultado pelo celular. O governo pode distribuir aparelhos desta natureza pelo o Brasil a fora”, exemplificou e finalizou Cristovam Buarque.
Acredito firmemente, que o professor da UnB Cristovam Buarque, em sua empreitada na discussão do Brasil, tem tudo para acabar convencendo Roberto Freire e o PPS, de que ele é um excelente candidato para presidente da República.
A sua tese de que não existe mais esquerda e nem direita e que o importante são pessoas de bem, poderá arrebanhar seguidores. No caso de Brasília ele explicou, que tanto Rorizistas como petistas, ou aqueles que navegam em outras ondas, precisam se unir na construção de uma cidade melhor. Da mesma forma, isso deve ocorrer no Brasil do futuro segundo Cristovam.

Claro que o senador do PPS sabe que seu projeto é difícil e encontrará opositores pelo caminho, dentro e fora de seu partido. Como um bom timoneiro pernambucano e acostumado aos grandes debates, o senador tem tudo para levantar a autoestima dos brasileiros e mostrar que o país tem jeito. Lembrando que muitos pensam em abandonar o Brasil, devido a corrupção sem precedentes da classe política, com aval de nossas elites, que concentram o capital na mão de poucos e deixam a maioria na miséria. O discurso do pernambucano brasiliense, poderá surpreender. Artistas como Siron Franco e outros que acreditam no parlamentar do PPS, certamente podem ajudar a levantar a bola para o ex-governador marcar um gol de placa.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

FILIAÇÃO DE IBANEIS ROCHA NO PMDB: QUARTA-FEIRA, 08/11!

Ibaneis quer disputar a principal cadeira do Palácio do Buriti


Amanhã, dia 8 de novembro, às 19 horas, o advogado Ibaneis Rocha se filiará ao PMDB, na sede do partido, localizada no SCRLS 503 Sul, bloco B, loja 31. A intenção de Ibaneis é se candidatar ao governo do Distrito Federal na eleição de outubro do ano que vem. Certamente, será uma noite de muito movimento, quando atores do PMDB e de diversos partidos de oposição estarão presentes e atentos às palavras do ex-presidente da OAB/DF e atual conselheiro da OAB nacional, onde é secretário-geral adjunto.
Acredito que estarão de plantão, também, analistas do governador Rollemberg, que disputará a reeleição. Nesta seara, o atual governador dividiu o PSDB e consequentemente enfraqueceu a pré-candidatura do deputado Izalci Lucas, que já liderou as pesquisas para governador ao lado de Jofran Frejat. O tucano ainda luta para disputar a principal cadeira do Buriti, mas sabe que a investida do governador pessebista é pra valer e conta com a conivência de tucanos de alta plumagem. Estes respaldaram a entrada de Maria Abadia no atual governo do DF, onde é uma poderosa secretária de Estado. Como tucana do bico grande, ela tem planos para ser a vice de Rollemberg.
Vale ressaltar que Rodrigo Rollemberg já teve 80% de rejeição em seu governo, e sua rejeição pessoal chegou a casa dos 50%. Na pergunta estimulada de intenção de votos, o atual governador no mês de maio deste ano não passava de 1%. Nas últimas pesquisas de avaliação do governo, o Instituto Cristal Pesquisas identificou que a gestão administrativa do governo melhorou de forma significativa. No que diz respeito a sua rejeição pessoal, baixou de 50% para 31%. Na tabelinha de intenção de votos para governador, ele já alcança 5% e se coloca em quinto lugar, quando o nome de Reguffe entra na disputa. Neste caso, Reguffe é o primeiro e bem distante do segundo, que é Jofran Frejat. Como Reguffe anunciou aos quatro ventos que não será candidato ao governo, quando o instituto retira o seu nome da pergunta estimulada, Rollemberg passa automaticamente para o quarto lugar.
É importante ainda analisar que quanto mais candidatos na disputa ao GDF, melhor para Rollemberg. Um outro dado trata-se da abstenção no dia da eleição, que ao que tudo indica será a maior da história política de Brasília, o que favorece quem está com a máquina nas mãos. Em vista disso, a filiação de Ibaneis, a nosso ver, não divide a oposição, ao contrário convida os pré-candidatos ao GDF e opositores do atual governador para uma reflexão ampla e uma possível unidade na diversidade. Apesar das diferenças ideológicas dos grupos que estão na oposição, faz-se necessária uma união para convencer o eleitor de Brasília a votar num projeto diferente do que governou Brasília nos últimos anos, especialmente o governo do PSB. A unidade deve se dar, mesmo que os grupos tenham pensamentos diversos, mas que o objetivo seja o de salvar Brasília.

Entendemos ainda que para o bem da capital federal, é fundamental a união dos limpíssimos, limpos e os mais ou menos limpos. Os que estiverem completamente fora desses padrões, até podem ajudar, mas nos bastidores! Acreditamos firmemente que, a partir de agora, os grupos precisam definir um candidato até o mês de março. Quem estiver melhor na opinião popular tem que ser o candidato. É claro que muitos estão entrando no processo eleitoral agora, diferentemente de alguns que estão fazendo campanha há quatro anos. Por isso é necessário zerar a corrida, dando oportunidade para todos se viabilizarem de forma democrática. No mês de março, a decisão acontece sem conversa fiada. 

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

CRISTOVAM CONVIDA IBANEIS PARA O PPS

Cristovam Buarque e Ibaneis Rocha assumem compromisso: unir o grupo para salvar Brasília 



Por: Walter Brito
A semana começou quente em Brasília. Nem só no que diz respeito ao clima quente e seco, mas no jogo político rumo aos Palácios do Buriti e do Planalto. O senador Cristovam Buarque (PPS) convidou o reconhecidamente bem-sucedido advogado de Brasília Ibaneis Rocha para um almoço no restaurante do Senado, quando conversaram por quase duas horas sobre diversos assuntos, entre os quais a sucessão presidencial e a disputa pelo Palácio do Buriti. Cristovam já foi governador e exerce o segundo mandato no Senado da República. Ele tem duas alternativas para a eleição de 2018: disputar a principal cadeira do Palácio do Planalto ou concorrer à reeleição para o Senado.
Ibaneis, que é pré-candidato ao governo do Distrito Federal, já foi convidado por diversos partidos com o objetivo de assumir publicamente sua pré-candidatura ao GDF. Apesar de ser brasiliense de nascimento, o ex-presidente da OAB/DF e conselheiro da OAB nacional age como mineiro e, com muita paciência, está ouvindo todas as lideranças que pensam em resgatar Brasília por meio de um projeto novo e a participação de pessoas que fazem política com seriedade, tais como Cristovam Buarque (PPS), Jofran Frejat (PR), Alírio Neto (PTB), Joe Vale (PDT), Izalci Lucas (PSDB), Tadeu Filippelli (PMDB), Paulo Octávio (PP), Wanderlei Tavares (PRB), entre outros.  Convidado por Cristovam para se filiar ao PPS, o brasiliense, que age como se fosse mineiro, balançou!
Vamos aguardar os novos capítulos, pois a disputa de 2018 está a todo vapor e o projeto maior é a unidade na diversidade, ou seja, mesmo que os líderes tenham pensamentos diversos, o fundamental e urgente é salvar a capital que é de todos os brasileiros. O grupo saído dessa discussão certamente terá mais cacife para enfrentar o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), que está conseguindo diminuir a rejeição e não tem o PT para comandá-lo, como ocorreu com o ex-governador Agnello Queiroz, que não conseguiu nem sequer passar para o segundo turno na eleição de 2014.     

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Rudi Finger é o novo comodoro do Iate Clube -Brasília -DF

Rudi Finger e seus filhos Lutânia e Rudi Finger Jr.

Conforme previsäo do Instituto O Parlamento/Cristal Pesquisas, o novo Comodoro do IATE CLUBE DE BRASÍLIA é o advogado aposentado da União, Rudi Finger. Rudi da chapa 11 Harmonia obteve 705 votos; o Rodrigo Roriz da chapa 33  Iate Feliz conseguiu 692 votos, enquanto que Maurílio Santinello da chapa 22 Participação  obteve 237 votos dos iatistas. O Instituto de pesquisas brasiliense, que orientou o doutor Rudi Finger; em pesquisa realizada com 262 eleitores, dois dias antes do pleito,  fez previsão de vitória de Finger com 15 votos à frente de Rodrigo Roriz. O resultado final foi a diferença de 13 votos a favor de Rudi Finger, o novo comodoro de um dos melhores clubes do país.  O Conselho vencedor foi o 500, também previsto pela referida empresa de pesquisa eleitoral brasiliense.


quarta-feira, 4 de outubro de 2017

O GESTOR RUDI FINGER TEM TUDO PARA VENCER ELEIÇÃO NO IATE CLUBE DE BRASÍLIA, DIA 05 DE OUTUBRO.



A chapa 11 Harmonia prepara sua ala jovem para a disputa amanhã.  Na foto o candidato a comodoro, Rudi Finger e os filhos: Lutânia e Rudi Júnior

Por Walter Brito

Eleição é coisa séria, e a administração de qualquer instituição, seja ela da iniciativa privada ou pública, é o que faz a diferença e beneficia, ou não, uma determinada classe social, no caso de instituição associativa. Ou mesmo o povo de uma nação, no caso de uma eleição presidencial.
É com este conceito que os associados do melhor clube do Brasil, o Iate Clube de Brasília, vão às urnas amanhã, dia 5 de outubro. São ao todo três chapas que concorrem à Comodoria.  Para a matéria em pauta, entrevistamos o líder em todas as pesquisas feitas no clube nos últimos dias. Trata-se do advogado aposentando da União, Rudi Finger, candidato a comodoro da chapa 11 Harmonia. O Conselho afinado com a chapa Harmonia é o 600. Entrevistamos também o ex-Comodoro Ênius Muniz, o empresário Bem Neto e o advogado João Rodrigues Neto, que emitiram suas opiniões sobre a participação da chapa 11 Harmonia na disputa.
Entre as propostas para a continuidade do trabalho do atual Comodoro, o doutor Edison Garcia, um dos melhores gestores da história do Iate Clube, o candidato Rudi Finger destacou:
1º IATE – GESTÃO Realizar o planejamento estratégico e estudo de modernização de processos e normas administrativas com o objetivo de dar mais agilidade no cumprimento de decisões e otimizar os recursos humanos do Clube. Manter e ampliar a transparência através dos mecanismos de informação sobre a contabilidade, situação financeira, decisões do Conselho Diretor e cronograma de obras. Atualizar o Plano Diretor para atender às legislações criadas mais recentemente e considerando os limites legais do terreno, redefinindo inclusive as áreas “nonaedificandi”
2º IATE – MULHER Prestigiar e ampliar a participação das mulheres na administração do Clube.
3º IATE – EDUCAÇÃO Promover a alfabetização de funcionários. Promover a capacitação dos funcionários do Clube, visando melhorar o atendimento ao sócio.
 4º IATE – CULTURA Dar continuidade aos eventos de música clássica. Incrementar as atividades culturais e artísticas para o público interno, com ênfase no infantil e juvenil. Executar a revitalização da Sauna Antiga para abrigar eventos culturais, artísticos e sociais e propor ao Conselho Deliberativo as normas de utilização.
5º IATE – ESPORTES Conscientizar os sócios sobre a importância das Escolas Esportivas Infantis, levando em conta a crescente necessidade da prática do esporte na formação do jovem dentro do atual contexto social em que vivemos. Ampliar o cais da náutica para criação de vagas molhadas para veleiros e lanchas. Reformar e ampliar a edificação destinada à EDN – Escola de Desportos Náuticos. Ampliar a cobertura da Tribuna do Futebol e reformar a churrasqueira. Construir cobertura de acesso ao Parque Aquático (piscinas semiolímpicas). Substituição da cobertura de quadras de tênis. Apoiar o aprimoramento de atletas e a realização de competições esportivas.
6º IATE – SUSTENTABILIDADE Implementar plano de eficiência energética no campus do Iate através da implantação de sistema fotovoltaico e de biodigestão, com Projeto Piloto em 2018.
7º IATE – SOCIAL E LAZER Promover eventos sociais e de lazer, inclusive os voltados para o associado jovem. Revitalizar a Sede Social. Revitalizar as churrasqueiras.
8º IATE – LEGAL E SEGURO Adequar o Clube às normas referentes ao SPCDA – Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (para-raios). Adequar as cozinhas do Clube às normas vigentes.
Entrevista com o Doutor Rudi Finger.

Pedimos ao candidato que falasse sobre seu projeto rumo à Comodoria, e ele disse:
“A gestão de um clube como o nosso, que recebeu o prêmio de melhor Clube do Brasil, tem que ser feita por quem tem experiência. Eu entrei como gestor no Iate Clube em 1993, ocasião em que o Ênnius Muniz era o Comodoro, e exerceu a função com muita competência por três mandatos bem-sucedidos. Naquela oportunidade eu entrei como Diretor de Churrascaria. A partir daí eu assumi todos os cargos da Administração do Iate Clube. Fui eleito seis vezes para o Conselho, fui vice-Comodoro e sou Presidente licenciado do Conselho do Iate. Com os privilégios que o Clube oferece em todos os setores aos seus associados, não podemos deixar aventureiros, sem o conhecimento necessário, assumir a direção de nossa instituição. Vale ressaltar que o Iate Clube é a minha segunda casa, onde eu, minha esposa e meus filhos e netos frequentamos diuturnamente e temos a maior segurança e conforto.
A administração atual é de excelência, contudo, queremos melhorar mais ainda. Aproveito a oportunidade desta reportagem, inclusive agradeço ao jornalista Walter Brito, para convocar nossos sócios para virem votar no clube amanhã, dia 5 de outubro. Tenho a convicção de que será uma data fundamental e histórica para a continuidade de um Iate cada vez melhor. Peço com humildade o voto de cada associado para a Chapa 11 Harmonia. O nosso Conselho, o número é 600”, finalizou.


O ex- Comodoro Ênnius Muniz
Entrevistamos o Ex-comodoro Ênnius Muniz,  que opinou sobre a eleição de amanhã: “O Rudi Finger é o mais preparado candidato para ser o novo Comodoro do Iate. Eu tive o prazer de administrar o Iate por três mandatos. Vale lembrar que em 1993, o título do Iate Clube custava R$750,00 e  permitia ser pago em três vezes”.  Hoje,  o título valorizou e custa em média cerca de R$100 mil reais. Continua o ex-Comodoro Ênnius Muniz: “Eu aproveito a oportunidade da reportagem e quero pedir o voto de cada Iatista para a chapa 11 Harmonia. Entendo que  o Rudi Finger conhece como ninguém a realidade do Iate e sabe como fazer para melhorar mais ainda o melhor clube do país. Finalizo dizendo o seguinte: “Não se muda o que está no rumo certo. A mudança por meio de apelos emocionais poderá ser trágica e irresponsável”, conclui.

Ennius administrou o clube por três mandatos

Bem Neto votará na chapa 11 Harmonia
Empresário do mercado financeiro, Manoel Bem Neto, sócio do Iate há quase três décadas, disse o seguinte: “Joguei futebol por muito tempo no Iate, ao lado do candidato a vice-Comodoro,  o Quinho Grossi,  de quem sou amigo. Durante o tempo que sou sócio do Iate, vejo o Rudi Finger trabalhando dia e noite para melhorar o nosso clube. Meus três filhos foram da Escolinha do Iate. Hoje,  observo que o esporte no clube continua avançando. Estou com a Chapa 11 Harmonia e o Conselho 600”, arrematou.

O sócio Bem Neto jogou futebol no Iate, ao lado do Quinho Grossi, candidato a vice-comodoro

Joaõ Rodrigues Neto
Um dos mais importantes advogados de Brasília, o doutor João Rodrigues Neto, que é  Iatista de longa data, juntamente com sua esposa, a brilhante advogada Marili, procurado pela reportagem, disse o seguinte: “Os cabeças brancas do Iate, com a experiência adquirida ao longo dos anos, certamente conhecem o rumo certo que o clube tem que seguir. Percebo ainda que a maioria dos que pensam um Iate cada vez melhor, tanto jovem ou mais velho, todos sabem que o dr. Rudi Finger é, disparado, o melhor nome para comandar o Clube que é símbolo de sucesso em nosso país. A meu ver, os associados de todas as idades vão ganhar com a eleição da Chapa 11 Harmonia, inclusive a juventude! Os adversários querem ganhar votos em cima da hora e estão apelando e tentando conquistar o voto de nossa juventude. Contudo, os nossos jovens também sabem que o melhor projeto, moderno e inovador, que inclusive tem a participação de parcela significativa de nossa juventude, é a Chapa 11 Harmonia. O nosso Conselho é o 600: vamos para a vitória!”, concluiu.

Percebe-se que a Chapa 11 Harmonia conseguiu unir todos os segmentos que frequentam o Iate Clube, inclusive os frequentadores, de todas as idades. Conversando com alguns associados, concluímos que a Chapa 11 Harmonia deverá obter votação expressiva amanhã dia 05 de outubro. O discurso opositor sobre a juventude motivou a juventude da Chapa 11 Harmonia. Por isso a chapa preparou um trabalho profissional para vencer as eleições de um clube, onde ocorreu os principais embates eleitorais da história de Brasília. Aliás, antes da realização de eleições partidárias da Capital Federal. Que vença a melhor proposta!



João Rodrigues Neto é iatista de longa data