.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

sábado, 25 de outubro de 2014

Brasília será governada por sua geração!

Por: Walter Brito
Aos 54 anos, Brasília se consolida definitivamente como capital política e administrativa do país, no momento em que se prepara para eleger pela primeira vez sua geração para administrá-la. A votação expressiva que elegeu Antônio Reguffe (PDT) para o Senado, foi o primeiro indicativo de que a capital de todos os brasileiros amadureceu politicamente. A sua juventude, em especial o eleitor na faixa etária entre 16 a 30 anos e, de todos os rincões, decidiram por um projeto comandado por Rodrigo Rollemberg do PSB. Ele lidera as pesquisas eleitorais, desde o primeiro turno, após a derrocada de José Roberto Arruda (PR), expulso do cenário político brasileiro, pela lei da ficha limpa.
Apesar da liderança inconteste de Joaquim Roriz (PRTB), que comandou Brasília por 16 anos, sua luta ficou apenas na memória dos brasilienses, que elegeram sua filha Liliane para retornar ao Parlamento Distrital. Os demais membros do clã, como o deputado distrital Paulo Roriz, o candidato a deputado federal, Roriz Neto e a esposa de Roriz, Dona Weslian, suplente de Gim Argello, não receberam a transferência dos votos que esperavam do "velho guerreiro" da política brasiliense.
Com a ausência de Roriz dos palanques, impedido por problemas de saúde, restou ao Arruda, lutar com as poucas forças que lhe sobraram. Desgastado por um governo que não concluiu e, lhe custou uma prisão por dois meses, Arruda tentou o último tiro. Ele lançou em seu lugar, o ex-secretário da saúde de Roriz, Jofran Frejat, que disputa o governo pelo PR ao lado de Flávia Perez, esposa de Arruda. Apesar de Jofran ser um homem honrado e respeitado pelos brasilienses, a força da juventude falou mais alto. Os jovens convenceram a maioria de que; chegou a hora de dar oportunidade para uma nova geração.
A proposta mais importante de Rodrigo Rollemberg, não é o seu plano de governo para a saúde, segurança, educação e pleno emprego. A grande proposta de Rodrigo, é a esperança de um novo tempo, a esperança de um novo modelo de gestão pública, baseada na ética, na coerência e acima de tudo; no compromisso! Trata-se do compromisso de cumprir ponto por ponto, o que é prometido. O que é prometido fazer a favor do desenvolvimento dos brasilenses e de Brasília. Nesse sentido, o discurso de Rollemberg e Reguffe, com o apoio de Marina Silva e a credibilidade de Cristovam Buarque (PDT), venceu o passado.
As pesquisas que dão ao candidato que disputa o Palácio do Buriti, Rodrigo Rollemberg, de 15 a 20 pontos de frente, são apenas um detalhe. O próprio Jofran Frejat e seus correligionários já admitem que, Rollemberg será o próximo governador. Entretanto, eleição se disputa até o último voto. Que os brasilienses de todos os rincões escolham o melhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário