.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

terça-feira, 7 de abril de 2015

O Brasil é Caipira: Cézar será o campeão do BBB15!



Cezar Lima

Por: Walter Brito 
Em 1940 o percentual de 68,80% da população brasileira morava na zona rural , ocasião em éramos conhecidos como um país essencialmente agrícola. Chegamos ao ano de 2015, com uma população rural de 15% e urbana de 85%. Apesar disso, a agropecuária brasileira segue como destaque de nossa economia. Nos últimos anos o setor agropecuário cresceu 7%, enquanto que os serviços representam crescimento de 2% e a indústria 1,3%. Portanto, o agronegócio ainda é a grande vanguarda de nosso PIB.
A população rural que migrou para as cidades, consolidou um Brasil urbano, com profundas raízes no campo, onde a maioria sertaneja e caipira ditam a regra do jogo e representam por exemplo, 60% das músicas tocadas nas emissoras de Rádio, TV e na Internet , da oitava economia do mundo.
Nesse sentido, os cantores sertanejos e de origem caipira: Gustavo Lima, Marcos & Beluttti, Zezé Di Camargo e Luciano, Michel Teló, Paula Fernandes, entre outros, ocupam os primeiros lugares nas paradas de sucesso; enquanto que, Roberto Carlos,Ivete Zangalo, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Martinho da Vila, Bethânia, Ney Matogrosso, Daniela Mercury, Maria Rita, Marisa Monte, Tulipa Ruiz, Ellen Oléria, Fernanda Takai, entre outros, são menos tocados e estão em segundo plano. E mais; dos sete artístas mais ricos do Brasil, quatro são da música sertaneja. Veja pela ordem decrescente: Xuxa, Roberto Carlos, Zezé Di Camargo e Luciano, Ivete Zangalo, Chitãozinho e Xororó, Leonardo e Daniel.
No mundo da política, o líder do Dem, o senador Ronaldo Caiado e seu cavalo branco, pautaram a mídia nacional na semana passada. Na oportunidade, o senador cassado Demóstenes Torres, atacou Caiado por meio do artigo: “ Uma voz à procura de um cérebro”. A briga de comadres, tanto de um lado como do outro, mostra que o Brasil é assim mesmo: Grande na extensão territorial e na corrupção, mas pequeno na educação, ou seja, na educação em todas as suas formas;nclusive, no que se refere aos discursos e ideias de nossos líderes no Congresso Nacional, no Executivo e até na Suprema Corte.
Quando Dilma e Aécio duelaram na última eleição presidencial, o mineiro acuado e acusado de nepotismo, contra- atacou: “ A senhora é uma leviana”. O ex-governador mineiro trocou a ética pela grosseria e, relembrou da fazenda de seus avós, onde o machismo sempre predominou, ao desclassificar a mulher de forma desleal e abruptera. Enquanto o nível da campanha política de 2014 descia, o palhaço Tiririca avançava. Ele apareceu faceiro e de terno branco em seu programa eleitoral na TV, parodiando Roberto Carlos, num comercial da Friboi. Foi o toque de midas, para o palhaço obter 1.016.706 votos do eleitor brasileiro. A votação de Tiririca autorizou sua volta ao congresso, inclusive para presidir reunião da comissão de educação e cultura da Câmara Federal.
Lembrando ainda, que o presidente Lula virou manchete nos jornais do mundo inteiro, ao tentar expulsar o jornalista norte-americano Larry Rohter, por afirmar que o presidente consumia bebidas alcoólicas exessivamente, ou seja: o país era governado por um bêbado.
Para arrematar, o maior carnavalesco do mundo, o saudoso Joãosinho Trinta, disse que nossos intelectuais gostam de miséria: “ O povo gosta de luxo! Quem gosta de miséria é intelectual”.
Como se vê, o nosso país é um grande Big Brother. Como tal, na próxima terça-feira, dia 7/04/, homens e mulheres dos quatro cantos da nação brasileira, estarão de frente a TV, para escolher o melhor jogador do “Reality Show da TV Globo, o BBB 15”. A disputa se dará entre Amanda e Cézar. A paulistana e finalista do Big Brother nasceu no elevador, portanto é apressada desde que nasceu. Ela apaixonou-se por Fernando, eliminado do concurso no domingo e defenestrado por Ana Maria Braga em seu programa na segunda, dia 6/04. Amanda tem perfil mais urbano e Cézar é mais rural. Além de rural, Cézar faz questão de ser um caipirão assumido e foi assim, que ele venceu cinco paredões. Nascido em Inácio Martins, no interior do Paraná, o finalista do programa comandado pelo apresentador Bial; conheceu aparelho de televisão aos 15 anos de idade. A terra natal de Cézar é uma das mais pobres do Paraná, cujo Índice de Desenvolvimento Humano- IDH é de 0,600. Em 1991 era 0,326, tão baixo quanto os países da África Subsariana. O IDH do Brasil é de 0,744. O país de menor índice do mundo atualmente, o Niger (0,337), ainda é melhor do que o município de Inácio, no ano em que Cézar nasceu, em 1984.
Grande parte dos que assistem ao programa da Globo, tem a convicção que Cézar será o campeão, sem precisar de ser estatístico ou conhecedor de pesquisas para avaliar o desempenho do caipira na TV. Basta o bom senso! O dublê de caipira e estagiário de Direito, representa com maestria o sentimento do povo brasileiro, cuja maioria tem raízes profundas na zona rural e afinidades com as coisas simples do sertão. Portanto, os 55% de brasileiros que migraram da zona rural a partir de 1940, presume-se, que parte significativa votará cravado no representante de nossas origens: o caipira, capiau, capicongo, caboclo do sertão, Cézar Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário