.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Daniela Mercury é referência da comunidade LGBT na Europa: Psicóloga brasileira lança o livro “ A Homossexualidade nos quatro cantos do mundo”



Daniela Mercury e esposa, Malu Verçosa

Por: Walter Brito

O casamento da rainha do axé, Daniela Mercury, com a jornalista Malu Verçosa, ocorreu em 12 de outubro de 2013, em Salvador – BA, com direito a repeteco na Igreja de Sacre Coeur em Paris e depois outro casamento na cidade de Lisboa em Portugal, quando o casal comemorou a lua de mel no Castelo de São Jorge, tradicional point da capital lusitana.

Um ano e cinco meses depois de Daniela Mercury dizer aos brasileiros e ao mundo: “Malu agora é minha esposa, minha família e minha inspiração para cantar”; a cantora luso-brasileira, pois seu pai é português; continua firme no casamento e torna-se referência da comunidade LGBT na Europa.

A reportagem foi a Lisboa, em Portugal e Madrid, na Espanha, quando entrevistou diversas personalidades que lutam contra a homofobia e pelos direitos das pessoas LGBT. Na oportunidade foram entrevistados: A deputada da Assembleia da República em Portugal, Izabel Moreira (PS); o cabelereiro Davi Torres, em Madrid; o Dj Juan Carlos, um dos mais conhecidos da noite espanhola; a representante da Associação de Lésbicas Gays Bissexuais e Transgêneros de Portugal – ILGA, em Lisboa. Ouvimos também a opinião da psicóloga brasileira Cecy Calacina que está escrevendo o livro: “A Homossexualidade nos quatros cantos do mundo”. Todos os entrevistados comungam do mesmo pensamento: o casamento de Daniela Mercury revolucionou a questão LGBT, nem só no Brasil, mas em muitos países do mundo.


Isabel Moreira

A deputada Izabel Moreira da Assembleia da República em Portugal, considerada uma das mais atuantes da esquerda europeia, nasceu em Copacabana no Rio de Janeiro em 1976. Aos dois anos ela foi para a capital lusitana, onde se criou, tornou-se advogada e em seguida deputada na defesa dos direitos humanos, inclusive a questão LGBT. Ela afirmou: “sou heterossexual, mas isto não impede que eu defenda uma causa nobre como a do cidadão ou cidadã que pertence a comunidade homossexual. Para mim, este trabalho aqui na Assembleia da República é uma luta de vida. Esta causa faz parte da bandeira socialista. Entendo que uma das causas mais importantes que podemos defender. Trata-se de uma questão importante, que inclusive, o Estado não pode discriminar as pessoas pelo que elas são e sim, pelo que elas fazem. Conheço poucas bandeiras tão belas quanto essa, pois é um trabalho semelhante à luta contra o racismo.

A homofobia é algo intolerável e, o Estado tem que dizer aos cidadãos que ser LGBT é indiferente, pois ser homossexual ou hétero, deve ser como destro ou canhoto, ou seja, não faz diferença”. A deputada do PS disse também que em Portugal, nos anos 80, ainda era crime as práticas homossexuais. Por meio de muitas lutas e mudanças nas leis, conseguiu-se vitórias importantes como a união em 2010, que permitiu o casamento de pessoas do mesmo sexo. “Recentemente, apresentei projeto de Lei que permite a adoção por casais do mesmo sexo. O projeto já foi chumbado”. Quanto ao casamento da cantora brasileira Daniela Mercury, com a Jornalista Malu, ela disse o seguinte: “Em Portugal, houve uma campanha intensa antes da aprovação do casamento de pessoas do mesmo sexo. Por isso, quando a cantora Daniela casou-se, não houve nenhum tumulto. A Daniela é uma grande cantora luso-brasileira”, concluiu.
Em Madrid, na Espanha, ouvimos o ex-cabelereiro do SBT no Brasil, o Davi Torres, que é casado com sua ex-secretária Paula Torres. Eles moram na Espanha há 13 anos. Sobre o casamento de pessoas do mesmo sexo, especialmente o Daniela Mercury, ele disse: “Eu penso que o amor não tem sexo. Acho inclusive que os dois mundos são iguais : o homossexual e o hétero. A liberdade que vira libertinagem acontece dos dois lados. Vejo o casamento da Daniela Mercury como uma referência importante para o mundo Gay. O importante é que ela e sua esposa se amem e se respeitem”.

Marta Ramos

Entrevistamos também a Marta Ramos, diretora da mais antiga associação da defesa dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT) em Portugal – ILGA. Marta disse que Daniela Mercury, foi premiada pela sua instituição em 2015: “Temos uma cerimônia de entrega de prêmios, atribuída a pessoas que se destacam no combate à discriminação de pessoas LGBT. Nesse sentido, tivemos a grande satisfação de oferecer um dos prêmios esse ano, para a cantora Daniela Mercury. A cantora luso-brasileira recebeu a nossa premiação, não só pela questão de seu casamento em Portugal com a jornalista Malu, mas por ela ser a única representante da língua portuguesa, que defende a causa nas nações unidas. Acho que ela é uma mulher corajosa e fez muito bem em ter assumido que pertence a comunidade LGBT. Certamente sua posição vai encorajar pessoas que pertencem ao mundo LGBT e não tiveram coragem de assumir publicamente”, disse.

Entrevistamos em Madrid, o Dj Juan Carlos, considerado um dos nomes mais fortes das discotecas e boates da noite madrilena. Ele disse que das músicas tocadas na boate em que trabalha, frequentada pela comunidade Gay e também heterosexual; as músicas da cantora brasileira Daniela Mercury se destacam, pois ela é uma referência importante da comunidade LGBT na Europa: “Acho que o casamento tem que ser igual para todos, pois nós seres humanos somos iguais. Se uma mulher quer se casar com outra, tal qual ocorreu com a Daniela Mercury, é uma decisão dela. O importante é que as pessoas se amem”. Questionado sobre a possibilidade de Madrid ter um prefeito da comunidade Gay, ele disse: “A Espanha nos últimos 20 anos vem melhorando bastante a questão da igualdade, especialmente no que se refere a questão LGBT. Voto na pessoa pelo que ela é e poderá fazer pela cidade ou pelo país. Não vejo problema nenhum, se Madrid um dia eleger um prefeito Gay”, disse.


  Cecy Calacina

A psicóloga Cecy Calacina, está se preparando para fazer doutorado em psicologia clínica na Universidade de Coimbra, em Portugal. Ela comentou sobre as entrevistas acima que farão parte do livro que ela está escrevendo: “O mundo científico já comprovou que pertencer a comunidade Gay não é doença. Sou heterossexual, mas acho também, que com a evolução dos tempos e as exigências da Nova Ordem Mundial, precisamos estar sempre atentos e abertos para que possamos aceitar as adversidades. O nosso livro intitulado “A Homossexualidade nos quatro cantos do mundo”, pretende mostrar de forma didática, sem preconceitos e com a participação de correntes de pensamento da sociedade em várias partes do mundo, os diversos posicionamentos sobre a questão LGBT. Certamente, a coragem da Daniela Mercury é aplaudida e também questionada no Brasil e no mundo afora. Entretanto, a Daniela Mercury se apaixonou pela jornalista Malu e, de acordo com sua opção sexual. Temos que respeitá-la!

Serviço: contato com a escritora e psicóloga Cecy Calacina: institutocristal@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário