.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Marquinho Abrão sobe na pesquisa: ele poderá liderar oposição em Cristalina!

Marquinho Abrão

Por:Walter Brito

O município de Cristalina é considerado um dos mais ricos proporcionalmente do Brasil, pela sua agricultura pujante, colocando-o em primeiro lugar na América Latina, no que se refere a lavoura irrigada. Apesar disso, o povo não é beneficiado como deveria, dizem os nossos entrevistados: Marquinho Abrão (PPS) e Marcelo Pezão (PTN). Segundo eles, para que seus habitantes recebam os benefícios da riqueza existente no município, é preciso de uma mudança estrutural que o atual prefeito não foi capaz de fazer.

O presidente do diretório municipal do PPS Marquinho Abrão afirma que é fundamental a união dos opositores para mudar a direção da prefeitura que está no comando do prefeito Luiz Attié (PSD). Attié foi reeleito em 2012 e prepara para sucedê-lo, o megaempresário João do Faxinal (PSDB), representante dos interesses dos poderosos da região, principalmente os donos do agronegócio. Esses detêm 80% da economia do município em suas mãos. Talvez por isso, a campanha naquela cidade seja tão disputada e cara. Dizem por lá, que quem não tem R$ 8 milhões disponível para a disputa, não precisa nem sonhar com a principal cadeira do Palácio Etienne Lepesquer.

Marquinho é filho e neto de garimpeiro, como também é um apaixonado pela política e pelo seu povo. Nas eleições de 2008, Abrão foi o vereador mais votado do Entorno de Brasília, quando obteve cerca de 8% dos votos dos cristalinenses.

É com esse cacife, que o presidente do PPS municipal, se articula para unir a oposição, com o objetivo de tomar o poder na capital brasileira do Cristal e do Agronegócio, no pleito de outubro de 2016. Por trás disso, um projeto consistente e pensado por todos os segmentos da sociedade. O pilar que sustenta o referido projeto tem como âncora a melhor distribuição de renda, quando o povo participará efetivamente do bolo, calculado em milhões de dólares resultantes do agronegócio e viabilizado pela mãe natureza, que foi generosa com a cidade com 226 rios e nascentes.
A dificuldade das pessoas que não participam da divisão do bolo é tão grande, que no Distrito de Campos Lindos, por exemplo, onde tem origem parte significativa da produção agrícola; não existe água tratada, o que gera inúmeras doenças em seus habitantes. O quadro de médicos especialistas é o menor da Região Metropolitana de Brasília. Como curar as doenças provocadas pela falta de água potável e esgotos a céu aberto existentes em diversos lugares do município, sem médicos especialistas? Indaga Abrão. “A saúde pública em Cristalina só tem o hospital bonito e o resto está no fundo do poço”, declara.

Abrão é católico praticante, mas se fundamente nas palavras do líder persa Bahá ú’llah, fundador da Fé Bahá’i. Este é considerado o líder da unidade entre os povos e, se fundamenta na unidade na diversidade, ou seja, mesmo que as pessoas tenham pensamentos diversos, faz-se necessário a união para o progresso da humanidade, com o objetivo de trazer a paz, o amor e gritar alto contra qualquer tipo de preconceito. Marquinho disse para a reportagem, o seguinte: “Temos na oposição os melhores nomes de nossa história política, cuja função do escolhido será administrar uma das regiões mais prósperas do Brasil : Daniel do Sindicato, Vanderlei da Plante Bem,doutora Eliane, Castelo Branco, Marcelo Pezão, Fred, Antonino Andrade, Gildomar e o meu próprio nome. Apesar da qualidade dos nomes que são respeitados pela população; se não tivermos unidade, nós vamos perder novamente para a situação, cujo candidato é o vice-prefeito João Faxinal com o apoio do prefeito Attié. Mesmo que tenhamos pensamentos divergentes, nós precisamos focar na união de todos, pois desta forma vamos libertar o povo trabalhador e ordeiro de Cristalina, das amarras dos poderosos. Nosso povo não usufrui dos lucros gerados no município”, arrematou.

A entrevista foi concedida pelo ex-vereador, no gabinete do deputado Valcenor Braz (PPS), quando o líder mais conhecido nos bairros de Cristalina reivindicava do governo, por meio do deputado Braz, medidas urgentes para favorecer 100 famílias do bairro Zona Sul Nova, que sofre com a falta de energia. “Estou aqui no gabinete do amigo Valcenor na busca de ajuda para Cristalina. Aproveito para conclamar os pré-candidatos da oposição em nossa cidade, para uma grande união. Vamos marcar uma data para o lançamento de candidato a prefeito, escolhido entre os pré-candidatos que estão se apresentando ao povo pelo lado oposicionista. Acredito que o melhor critério é escolher o primeiro colocado para prefeito e o vice seria o segundo colocado. Desta forma certamente o nosso povo irá valorizar o grupo que acompanha há décadas o dia a dia de Cristalina e não optará pelo grupo que tem mais dinheiro para gastar na campanha”, finalizou.

Alcançamos também nos corredores da Assembléia Legislativa de Goiás, o pré-candidato do PMDB para prefeito de Cristalina, o vereador Marcelo Pezão. Ele reclamou da atual administração, que segundo o vereador, o prefeito Attié e o secretário da saúde, desviam os recursos para outras áreas que exigem menor prioridade. “A saúde pública em Cristalina precisa de gestão e o segredo é a aplicação de 100% dos recursos existentes na área. Os recursos estão sendo desviados para diversas áreas sem o menor critério de gestão”, criticou. Ele continuou analisando ao seu modo, a atual administração: ”O desenvolvimento de nosso município vem ocorrendo, com muita independência do atual prefeito, pois Cristalina tem o seu próprio potencial, conhecido em todo o Brasil e no exterior. Contudo precisamos de um gestor que tenha compromisso com a cidade. Não agüento ver o lugar onde nasci, com esgoto a céu aberto por todos os lados. Não agüento ver por exemplo, a nossa tradicional rua 7 de setembro sem iluminação pública. É o caos. O nosso problema é gestor que não temos”, afirmou. Pezão não parou por aí. Acompanhado de dois pré-candidatos para o parlamento cristalinense, a professora Malva e o Betinho, além de quatro assessores, ele disse: “ Foram instaladas três grandes empresas nas cidade, que juntas geram mais de 3 mil empregos: A multinacional Bonduelle, além da Incotril e a Fugini. Contudo, nem 30% de seus empregados não são de Cristalina, pois o poder público municipal, mais uma vez falhou, não qualificando a mão de obra em nosso próspero município. Por fim Marcelo Pezão disse: “Não agüento ver a população explorada por um Pedágio Faraônico inventado pelos atuais gestores. Trata-se do único Pedágio urbano do país, instalado praticamente dentro da cidade. Estamos mobilizando a população para banir dos limites de nossa cidade um Pedágio ilegal que explora o povo. Não admito ver meus conterrâneos explorados. Se eu passar na convenção de meu partido, estarei nos palanques da eleição do ano que vem pedindo voto para prefeito, se Deus quiser! ”concluiu Pezão. Marquinho Abrão e Faxinal sobem na pesquisa

Pesquisa realizada pelo Instituto O Parlamento, nos dias 15 e 16 de agosto, quando foram ouvidos 502 eleitores, no centro da cidade, em todos os bairros e zona rural identificou, que o vereador Daniel do Sindicato continua liderando a corrida eleitoral na pergunta estimulada com 25,30% de intenção de votos. Marquinho Abrão (PPS), na pesquisa anterior do mesmo instituto tinha cerca de 10%. Na nova pesquisa, feita no calor das manifestações populares em todo o Brasil, o ex-vereador Marquinho Abrão continua bom de voto e cresceu para 15,40%; enquanto que Faxinal(PSDB), que tinha 8% antes de descer do muro, agora ao se apresentar como pré-candidato, ele subiu para 12,20%. Antonino Andrade (PR) tem 9,40%, Castelo Branco (PV)3,20%, Marcelo Pezão (PMDB) 2,90% e Fred ( sem partido) 1,70%. 26,30%, não responderam e brancos e nulos, 3,60%. Ao que tudo indica, Marquinho Abrão tem tudo para liderar a oposição em Cristalina, ao lado de Daniel do Sindicato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário