.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Famosos da advocacia viabilizam o projeto de Buonaduce



Flávio Buonaduce

Por: Walter Brito

A advocacia e a magistratura de Goiás ganham força no cenário nacional e com isso a eleição da OAB/GO, se prepara para ser uma das mais disputadas do país. Ontem dia 20 de outubro foi lançada oficialmente a chapa OAB Forte, cujo candidato a presidente é o jurista Flávio Buonaduce. Nome consagrado na advocacia do Estado de Goiás, Buonaduce demonstrou força. No evento realizado no escritório político da chapa, cerca de 400 convidados compareceram para prestigiar o nome que poderá vencer o pleito do dia 27 de novembro na capital goiana.

A crise econômica e política pela qual passa o país, certamente obrigaram o candidato da referida chapa a adequar o discurso, onde a manutenção do advogado no mercado de trabalho e o debate sobre a crise e os temas nacionais ancoram o projeto, que é respaldado por advogados da estirpe de: Felicíssimo Sena, Miguel Cançado, Djalma Rezende, entre outros. Logicamente que a parte social complementa de forma estratégica o plano de ação de uma candidatura que avança de forma acentuada rumo à conquista dos eleitores das 46 subseções existentes em Goiás. Nesse sentido, o afrodescendente e vice-presidente da OAB-GO, Antonio Carlos, que é candidato ao Conselho Federal tem papel importantíssimo. Junto com ele, um grupo de mulheres aguerridas da advocacia que lutam por mais espaço na Ordem, bem como jovens como Heitor Soares e Miguel Magul, que são valorizados no projeto e prometem energizar a campanha.

O evento começou pontualmente às 19 horas, quando a alegria contagiante da juventude, se misturou à elegância e a beleza feminina, que animaram os oradores que se revezavam no palco com seus discursos eloqüentes exaltando a qualidade da estrela da festa, o doutor Flávio Buanaduce. Este ao final se apresentou, quando mostrou domínio do microfone, firmeza em sua fala e objetividade em seus projetos para modernizar a OAB-GO. Nesse sentido, ele apontou como fundamentais ações como: valorização da advocacia; democracia e direitos humanos; mercado de trabalho; responsabilidade política, entre outras. A reportagem ouviu o candidato, bem como os doutores: Felicíssimo Sena, Miguel Cançado, Antônio Carlos e Larissa Evangelista. Entre os representantes da juventude ouvimos o Michel Magul e Heitor Soares. Veja o que os nossos entrevistados disseram:

Lançamento da Candidatura

Questionado sobre o apoio recebido no lançamento oficial de sua candidatura, o doutor Flávio Buonaduce disse: “Estou muito satisfeito e honrado ao receber o apoio dos colegas da advocacia presentes hoje aqui em nosso escritório político. Certamente aumenta a nossa responsabilidade, pois a partir do momento, que recebemos o apoio de pessoas como as que aqui compareceram: entusiasma-nos sobremaneira e nos faz acreditar firmemente em nossa vitória. Se trata de uma grande motivação para a continuidade de nossa caminhada democrática. Vamos dividir esta responsabilidade com os outros 101 colegas de Goiás, pois a nossa chapa é formada por 102 membros”, disse.

A parte social da advocacia

Referente à parte social, onde mulheres, jovens e afrodescendentes serão valorizados no projeto da OAB Forte, Buonaduce argumentou: “Temos defendido a participação efetiva de todos os segmentos da advocacia em nosso projeto, inclusive os segmentos referidos pela reportagem: A mulher advogada, o advogado afrodescendente e o advogado jovem e iniciante. Num país democrático, não é possível mais imaginar a não contratação de um profissional, por conta de: gênero, ser um iniciante na profissão ou um afrodescendente. A OAB Forte está acima disso e, o nosso relacionamento é com o advogado. Portanto, não importa a sua origem étnica, sua idade e gênero. O que de fato importa é sua capacidade. E mais: Unidos somos advogados mais fortes e bem sucedidos”, arrematou.

Crise econômica:

Referente à crise econômica pela qual passa o país, o candidato da OAB Forte opinou: “Estamos sofrendo as conseqüências da crise, tanto financeira como política, o que acaba tendo um reflexo negativo na nossa profissão. Nesse sentido, a própria sociedade tem cobrado da instituição que ela participe. Entendo que de fato é importante que a OAB passe a se inserir no debate das grandes discussões em nosso país. Entendo que temos dois desafios: Ao mesmo tempo em que podemos ser provocadores dessa discussão, nós vamos também fazer uma avaliação de risco com relação aos efeitos dessa crise no que diz respeito a nossa atividade profissional. Por isso defendemos que o nosso projeto seja extremamente participativo. Quanto maior for o número de participantes, maior será a certeza de errar menos. Ao mesmo tempo, temos que nos posicionar como instituição provocando qualquer tipo de discussão, que haja necessidade e importância na sociedade brasileira”, afirmou.

Larissa Evangelista


Larissa Evangelista

Entrevistamos a representante das mulheres na advocacia, a doutora Larissa Evangelista, que disse: “Apoiamos o doutor Flávio Buonaduce para presidente da OAB-GO, pelo fato de enxergarmos a possibilidade da mulher melhorar sua posição nos quadros da OAB. Creio firmemente que o OAB Forte é um projeto diferenciado e arrojado, pois a mulher advogada terá vez e voz. Sabemos que a mulher advogada não tem o mesmo tratamento dado ao homem advogado. O doutor Flávio tem demonstrado que vai quebrar isso e avançar. É isso que queremos”, arrematou.

Felicíssimo Sena


Felicíssimo Sena

Perguntamos ao famoso advogado goiano, sobre a crise econômica, um dos temas inseridos na discussão do projeto da OAB Forte. Ele respondeu: “O momento brasileiro é muito difícil. O país atravessa uma realidade muito crítica com todas as dificuldades possíveis e imagináveis. Se nós ficarmos com a presidente Dilma desacreditada, não teremos desenvolvimento. Se cassarmos a presidente Dilma, certamente teremos muitas dificuldades. De modo que, não vejo nenhum cenário muito auspicioso nos próximos meses”, disse. Referente à candidatura de Flávio Buonaduce, ele foi taxativo: “O Flávio será o próximo presidente da OAB em Goiás, sem dúvidas! Ele tomará posse em janeiro de 2016, ao que tudo indica. O movimento OAB Forte cerrou fileira e definiu por ele. O movimento escolheu um candidato competente e qualificado. Acredito firmemente que teremos resultado positivo nesta eleição com Flávio Buonaduce - presidente”, opinou.

Prerrogativas

Questionado sobre o carro-chefe das campanhas para a OAB em qualquer lugar do país, o doutor Felicíssimo comentou: “O primeiro defensor das prerrogativas é o próprio advogado. Se trata da primeira pessoa que deve defender os seus direitos representados na constituinte, ou seja: defender a cidadania! Contudo, a OAB não deve desvincular-se dessa obrigação também. A OAB deve cerrar fileiras na defesa intransigente das prerrogativas; na defesa do advogado e pela sua independência. O advogado precisa ter livre acesso ao processo. Ele precisa ter a oportunidade de trabalhar com eficiência e celeridade”, arrematou.

Goiás no topo da advocacia e da magistratura

Ao ser indagado sobre o nível da magistratura do Estado de Goiás e a advocacia, em relação aos demais estados brasileiros, o advogado não perdeu tempo e foi direto ao assunto e sem meias palavras: “A magistratura goiana é uma das melhores que o Brasil tem. A advocacia de Goiás no meu entendimento é sem dúvidas a melhor advocacia brasileira”, concluiu.

Djalma Rezende na defesa de Buonaduce!


Djalma Rezende na defesa de Buonaduce!

O importante jurista Djalma Rezende, que é candidato ao Conselho Federal, também opinou sobre a candidatura de Flávio Buonaduce: “Eu sou candidato ao Conselho Federal na chapa de Buonaduce. Entretanto, se eu não fosse candidato, ainda assim, eu votaria nele, pois é o melhor entre os três nomes que estão na disputa. É uma pessoa que conhece bem a Ordem; É um grande jurista; pertence à quarta geração de uma família de juristas; É uma pessoa que os demais advogados podem se espelhar nele. No caso dos outros candidatos, não acontece o mesmo!

Jovens na campanha: Oração aos Moços


Heitor Soares e Michel Magul

Os jovens Heitor Soares e Michel Magul lideram o projeto de Buonaduce junto aos jovens advogados de Goiás. Heitor Soares entrevistado pela reportagem deu sua opinião de forma descontraída: “A energia da juventude da advocacia goiana está presente hoje aqui para presenciar o lançamento oficial de Buonaduce rumo à vitória no dia 27 de novembro. Ele é o mais preparado como jurista e no trato com os jovens que militam como operadores do Direito. Estamos com ele”, disse. Michel Magul também opinou: “Acredito que a juventude é o braço fundamental do projeto OAB Forte. Nós estamos sendo valorizados como nunca ocorreu na disputa pela OAB em Goiás. Hoje nós temos a certeza que passamos de coadjuvantes a protagonistas. Estou me sentindo na OAB Forte, como se sentiram os jovens da década de 20, quando o grande Rui Barbosa escreveu para eles a Oração aos Moços. Rui Barbosa e Buonaduce foram capazes de entender com maior profundidade a importância da juventude para a advocacia”, concluiu.

Afrodescendência na OAB Forte

 
Antônio Monteiro

Quando o advogado Nelson Mandela saiu da prisão após 27 anos de cárcere, eu o acompanhei pelo Brasil, quando fomos recebidos pelo governador Albuíno Azeredo e quase 20 mil pessoas no Estádio Cariacica no Espírito Santo. No seu discurso Mandela disse, que a visita dele ao Brasil, certamente ajudaria o governo a repensar a questão no negro em todos os cargos da nação, que foi construída com a participação de um povo que não participava de sua administração. Disse ainda, que era fundamental a formação de afrodescendentes no curso de Direito, para que pudessem trabalhar pela justiça de um povo injustiçado durante a escravidão. Entrevistamos o doutor Antônio Carlos Monteiro da Silva, vice presidente da OAB em Goiás e candidato ao Conselho Federal apoiando o projeto da OAB Forte: “A OAB Forte é um projeto que vem de encontro com os anseios de nossa categoria profissional. Sabemos que não será fácil vencer, pois do outro lado existem advogados altamente preparados e que sabem fazer política com maestria. Contudo o nosso projeto leva vantagem: restabelece e restaura a dignidade da advocacia no Estado de Goiás. A valorização do advogado afrodescendente é outro ponto positivo e vitorioso da OAB Forte, que certamente Nelson Mandela aprovaria. A minha própria participação como Vice-Presidente da OAB de Goiás, marca com letras garrafais a posição de um povo que ajudou a construir nosso país e precisa efetivamente de participar de sua administração. A chapa OAB Forte mostra esse diferencial, pois a capacidade está presente em todas as etnias. Sou candidato ao Conselho Federal e represento com muito orgulho a afrodescendencia, tal qual Joaquim Barbosa nos representou na Suprema Corte e, Milton Gonçalves e Lázaro Ramos nos representam no meio artístico. Vamos para a vitória com Flávio Buonaduce!

Nenhum comentário:

Postar um comentário