.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

A disputa política em Valparaíso de Goiás se dará entre: Adolfo Lopes e a Prefeita Lucimar


Prefeita Lucimar Nascimento e Adolfo Lopes.

Por: Walter Brito

Das cidades do Entorno de Brasília, Valparaíso é a mais próxima do Palácio do Planalto na capital brasileira. É também uma das mais problemáticas no que se refere ao trânsito. Por lá ocorrem acidentes constantes, inclusive fatais. A saúde pública está na UTI; a educação nos últimos três anos retroagiu de forma muito forte, principalmente no que diz respeito ao ensino básico. Quanto à segurança pública, os índices de violência aumentam de uma forma nunca vista na cidade vizinha do Poder Central Brasileiro. Com sua população formada por maioria de jovens; esse segmento não tem alternativa de lazer que atenda aos seus anseios, que exige a construção imediata de uma Vila Olímpica para a prática de esporte, em todas as modalidades.

É com esse perfil, que a cidade de Valparaíso com quase 200 mil habitantes e economia avançando, se prepara para o embate eleitoral do mês de outubro de 2016.
Ao que tudo indica a ex-prefeita Leda Borges (PSDB), não irá para a disputa. Bem posicionada no governo Marconi Perillo, onde ocupa a Secretaria da Mulher, da Igualdade Racial e do Trabalho, Leda só sairá da secretaria para disputar eleição como vice-governadora em 2018, caso seja convocada. Segundo uma fonte do Palácio das Esmeraldas, Leda poderá ser a conquistadora do voto feminino e o esteio na Região Metropolitana de Brasília da chapa governista. Vale lembrar que, a base do atual governo terá dificuldades de repetir a boa performance eleitoral na disputa do governo do estado em 2018 naquela região. Lembrando ainda que foi nesta mesma região que Marconi Perillo e seus aliados decidiram o último pleito para o Palácio das Esmeraldas.

Por outro lado, o candidato de Leda Borges em Valparaíso é o vereador Pabio Mossoró (PSDB), que nos últimos meses perdeu espaço na disputa. A prefeita Lucimar Nascimento (PT), enfrenta a maior rejeição de um administrador em Valparaíso nos últimos 15 anos. Terceira colocada nas pesquisas do instituto O Parlamento, realizada recentemente na cidade onde o Mossoró e Adolfo estão empatados tecnicamente, com uma pequena vantagem a favor de Adolfo, do velho PMDB de guerra. Questionado pela reportagem do site Cristal Pesquisas de Brasília, Adolfo Lopes respondeu: “Valparaíso está revoltada com o descaso dos atuais gestores de nossa cidade. Sou administrador público de profissão e aprendi ao longo de mais de 40 anos exercendo cargos públicos a fazer muito, com pouco. Tirar de onde tem muito e colocar onde tem menos. Não posso concordar com as dificuldades na saúde, educação, trânsito, segurança pública, e a falta de lazer para nossa juventude. E mais, os idosos e as crianças precisam de tratamento especial do poder púbico, o que não está ocorrendo em nossa cidade. Talvez por isso, o meu nome vem crescendo e superando os demais nomes que já se colocaram na disputa. Estou aguardando com muita calma as definições de meu partido, o PMDB. Acredito que no início do próximo ano, qualquer que seja a decisão para dirigir os rumos do PMDB no estado, nós estaremos bem posicionados. Enquanto isso, estamos discutindo com a população, com muito cuidado, um plano de governo factível, com o objetivo de que contemplar de forma simples, mais ampla; os anseios da população de nossa querida Valparaíso”, finalizou Adolfo.

Apesar das dificuldades encontradas pela prefeita Lucimar, a máquina administrativa tem peso. Por isso, o comportamento do eleitor naquele município mostra claro, que a disputa deverá se acirrar no próximo ano, entre Adolfo Lopes e a Prefeita Lucimar.

A competência inegável de Adolfo Lopes poderá fazer a diferença. Ele tem o melhor currículo de pré-candidatos da Região Metropolitana do DF: Advogado, economista, administrador de empresas, auditor da fazenda pública do DF. Lopes já foi por duas vezes Secretário de Estado em Brasília e foi também candidato ao governo da capital brasileira. Tem ainda no seu currículo a responsabilidade de ter participado como executivo, da divisão territorial do estado de Mato Grosso do Sul. E mais, ele já foi vice-prefeito em Valparaíso, onde reside há duas décadas.

Com a eleição que se aproxima, tudo leva a crer que a disputa será pautada pela competência do candidato, a ficha limpa e a capacidade de convencimento. Lopes que tem todos esses ingredientes e, poderá disputar de igual para igual a preferência do eleitoral de Valparaíso com a professora Lucimar. Ela, que é a terceira colocada nas pesquisas, promete crescer com a ajuda da máquina e do PT no final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário