.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Roberto do Órion é o Obama de Anápolis!



 
Barack Obama e família

Roberto e família

Por: Walter Brito
Barack Hussein Obama, Queniano e pai de Barack Obama, quando foi estudar como bolsista nos EUA,  não imaginava que ele provocaria uma revolução no planeta Terra. O seu filho tornou-se o primeiro negro presidente do país mais poderoso do mundo.  Hussein conheceu Ann Dunham, mãe de Obama no Havaí. O afroamericano, que é o homem mais poderoso do mundo, nasceu em Honolulu no Havaí. Contudo muitos questionam e alguns dizem, que ele nasceu na África pela cor de sua pele.
Obama ficou rico na militância diária da advocacia, juntamente com a esposa Michele, que é um dos gênios do Direito nos Estados Unidos da América.
A campanha de Obama rumo à Casa Branca, pela primeira vez, muitos pensavam que seria um “blefe”. A campanha tomou corpo, quando jovens da Suíça, Suécia, Inglaterra, França, Japão, Alemanha, entre outros foram para as praças e ruas de seus países, oportunidade em que convenceram os norte-americanos, de que o filho do Hussein, seria o melhor presidente dos EUA para o mundo.
A juventude foi para as redes sociais e emplacaram o negão na Casa Branca.
Roberto do Órion, antes do primeiro debate na Rádio Manchester, era conhecido apenas pelos alunos e funcionários do Colégio Órion e, alguns executivos que participaram do governo Dilma com o prefeitável do PTB de Anápolis.
O discurso do novo e diferente pegou como se jogasse grude na parede. Roberto do Órion, que alguns desconfiam ser patrocinado por pessoas não muito respeitáveis, mesmo assim, ele saiu de 0,9% de intenção de votos para 21,57% no resultado final. Logo, ele cresceu 20,67% em 20 dias. Sua meta era crescer 10 pontos percentuais por semana. Ele fez o dever de casa e cresceu 1,03 por dia, que multiplicado por 7  dá 7,23%. Roberto queria ter mais votos do que a poderosa máquina do município de 400 mil habitantes, cuja arrecadação é de 120 milhões por mês.
Uma máquina tão poderosa quanto à de Anápolis, certamente leva até um poste para o segundo turno. Esta questão é muito conhecida na seara petista, pois Luiz Inácio Lula da Silva elegeu o poste Dilma Rousseff.
No caso de Anápolis, as más línguas são categóricas em afirmar que o poste vermelho local não gosta de “gari”, o que é um prato cheio para o candidato do PTB. Nesta linha, o Valeriano de Abreu, do PSC, de forma inteligente e firme; bateu forte no PT decadente e obteve votação inesperada no percentual de 13,03%. Isto corresponde a 23.520 votos. Se Roberto fizer a política de boa vizinhança e não partir para o ataque, ele voltará a dar aulas de química no colégio Órion: “ad eternum”.
A esposa de Roberto do Órion, a doutora Vivian Cristina Albernaz, tal qual Michele Obama: é uma advogada competente! Além disso, o seu sobrenome tem tradição na política goiana.
Todo mundo que acompanha política em Anápolis, está careca de saber, qual foi minha posição no primeiro turno, principalmente os meus pares do grupo 100% Anápolis. Contudo, sou jornalista e vou atrás da notícia. Saí pelas ruas de Anápolis hoje, 03/10, para saber se alguém conhecia o escritório de Roberto do Órion no centro da cidade. Falei com 52 pessoas e ninguém soube informar. Tive que ligar na CONAB em Brasília, para saber o paradeiro de meu entrevistado, pois, ele disputará o segundo turno na Manchester do Centro-Oeste. Logo, o professor de química passou a ser procurado pela imprensa local, estadual e nacional. Devo entrevistá-lo amanhã!
Como se vê, o professor, médico e escritor Lair Ribeiro tem razão: “A pessoa precisa estar preparada para a hora certa”. O Obama ficou rico como advogado, ao lado de sua esposa Michele, advogada de ponta. Quando veio a oportunidade, o negão mudou-se para a Casa Branca de mala e cuia.
Roberto do Órion deve ter adquirido algum dinheiro com o seu colégio. Ele casou-se com uma advogada competente, que tem sobrenome forte na política goiana. Apesar de não ser conhecido pelo povão em Anápolis, ele tem tudo para se tornar o próximo prefeito. Marconi Perillo, certamente chamará os outros cinco candidatos de oposição, que disputaram o primeiro turno das eleições em Anápolis e colocará todos eles, na campanha do professor de química. Como provou que é bom na TV e seu discurso de representar a renovação pregou como grude na parede: Roberto poderá ser o Obama de Anápolis!

Nenhum comentário:

Postar um comentário