.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

LULA NA PRESIDÊNCIA DO PT: BOLSONARO AVANÇA RUMO AO PLANALTO!


Lula

Bolsonaro

Por: Walter Brito

O PT fundado por Lula e Lambari (pai de Taiguara) foi ao fundo do poço. Claro, demorou!
No seu berço político, ou seja: o Estado de São Paulo, o partido fez apenas oito prefeituras das 72 que comandava. O ex-torneiro mecânico voltou suas baterias para a reconstrução da legenda, como se fosse um alfaiate a costurar uma colcha de retalhos.
O novo PT está sendo desenhado na prancheta de Duda Mendonça, desde a derrocada dos vermelhos na eleição do primeiro turno em outubro último. O nome forte para a presidência e de maior consenso, sem dúvidas é o nome do próprio Lula. Vai depender naturalmente e como todo mundo sabe, do juiz Sérgio Moro. O magistrado de Curitiba disse na única entrevista que concedeu como juiz da Lava Jato, quando perguntado sobre a possível prisão do Lula: “este tipo de pergunta não é apropriado, porque a gente nunca fala de casos pendentes”.
Por isso, o Lula ainda não se lançou candidato com o intuito de presidir o partido, como é sua vontade! Contudo os seus pares, especialmente os comandantes de cada ala do PT, o aconselharam a incentivar a eleição de um nome provisório, para que o próprio Lula possa assumir as rédeas do partido dos trabalhadores, num momento propício e de menor turbulência.
Como o projeto é impedir que o PT se torne um partido nanico; os pensadores da legenda acreditam que uma possível prisão do Lula empurrará de vez o PT para o cadafalso. Neste caso, o partido dos trabalhadores viraria uma canoa sem rumo, entre diversos navios, num mar revolto do litoral brasileiro.
Entre os que podem assumir o comando petista no país estão: Jaques Wagner, Gilberto Carvalho e Antônio Gomide. Dos três, o único que não é conhecido nacionalmente é o ex-prefeito de Anápolis-GO, que foi o vereador mais votado proporcionalmente do Brasil. Ele representa o novo, tão em voga na última eleição. Para muitos, o Gomide é também o único vitorioso do trio, por isso ele tem chances reais de sair do interior goiano e ocupar espaço nacional, pelo menos enquanto Lula tenha condições de assumir o partido. Neste caso, o Gomide teria a responsabilidade de preparar o PT para tornar-se competitivo em 2018 e até viabilizar um nome para disputar o Planalto, com chances de ir para o segundo turno.

BOLSONARO VEM AÍ!

Falando em Palácio do Planalto, o azarão Bolsonaro está com a corda toda e avança junto à juventude universitária brasileira de todas as classes sociais. Esta juventude poderá ser a dona da bola nas eleições de 2018, por meio das redes sociais, dos movimentos nas praças e ruas das cidades, bem como no campo e cobrindo toda zona rural. De cada 10 universitários, pelo menos três têm muita simpatia pelo projeto de Jair Bolsonaro para presidente do Brasil. Ele desempenha muito bem, o papel de diferente na política nacional, segundo os referidos jovens.
A boa performance de Donald Trump na reta final das eleições dos EUA, certamente são indicativos claros, de que o deputado carioca poderá encarnar o gosto pelo remédio amargo, que o Brasil almeja experimentar na próxima eleição presidencial. Neste sentido, o Bolsonaro amplia o seu leque de apoios em cada entrevista que concede: na grande imprensa, na imprensa alternativa, ou até, um simples post nas redes sociais. A multiplicação formiguinha é um perigo e, no caso do nome de Jair Bolsonaro, que muitos pensadores da política nacional ainda subestimam: é efetivamente forte e está crescendo nos 27 estados do país. Só não vê quem não quer e não lê.
Este reflexo já chegou ao exterior, por meio dos brasileiros que lá vivem, ou simpatizantes estrangeiros, que almejam ver o gigante adormecido se levantar.

João Dória é fato novo

Por outro lado, a entrevista do novo prefeito de São Paulo, João Dória Júnior, no Roda Viva, na última segunda-feira, dia 8/11: deu o que falar. Mostrou um político competente, que finge muito bem não ser político e o povo acredita. Este perfil, de quem não é político e sim um gestor; pegou em São Paulo, Rio e Belo Horizonte e, está na crista da onda em terras brasileiras.
Como a maior e mais importante vitrine do poder no país é São Paulo, o prefeito que é empresário bem sucedido e jornalista brilhante; tem possibilidades de ocupar um vácuo na política nacional, deixado pelos políticos atuais que se tornaram velhos.
Esperto e conhecedor profundo do marketing político, o empresário e jornalista exige ser chamado por todos apenas de: João! Ele não quer formalidades e irá às reuniões do Palácio do Planalto e nos outros palácios mundo afora sem a tradicional gravata, que é o símbolo do formalismo dos executivos em quase todo o planeta terra.
Caso a administração do João decole em 2017 na cidade de São Paulo, certamente em 2018, ele será um presidenciável, especialmente nos tempos de crise econômica, em que o funcionário público pagará metade de seu salário em imposto de rendas.
Apesar das mexidas do ministro da fazenda Henrique Meireles na economia, e os apelos de Michel Temer para popularizar sua imagem: o Brasil continua sem rumo. Tudo pode acontecer em 2018. Fotos: Lula de camisa vermelha e Bolsonaro com seus gestos engraçados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário