.Prefeitura de Hidrolândia

.Prefeitura de Hidrolândia

sexta-feira, 28 de julho de 2017

“IZALCI E JOFRAN SÃO BONS NOMES PARA O BURITI”

POR: WALTER BRITO

A frase acima foi dita pelo médico e presidente do Sindicato dos Médicos de Brasília –SindMédico-DF, o doutor Marcos Gutemberg Fialho da Costa, ou simplesmente dr. Gutemberg. Ele está no exercício do terceiro mandato daquela importante instituição do Distrito Federal. A afirmativa do médico se deu numa entrevista que fizemos com o ele, que é considerado um dos maiores conhecedores dos problemas da saúde pública no Distrito Federal.

Dr. Gutemberg Fialho - presidente do SindMédico - DF

Vale ressaltar que o SindMédico, dirigido pelo dr. Gutemberg, foi fundado em Brasília no dia 7 de novembro de 1978. Ocorreu no esteio dos movimentos pela democracia que sugiram nos quatro cantos da nação brasileira, época em que a instituição era ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT). Em 1998, o Movimento Acorda, Doutor! fez o SindMédico se desvincular da CUT e hoje não tem efetivamente cor partidária. Apesar disso, as pessoas que dirigiram e dirigem a instituição, de alguma forma se filiam a partidos políticos. O nosso entrevistado, por exemplo, disputou eleição para deputado distrital em 2014 pelo PSB e hoje está filiado no PPL. Percebemos que apesar de sua filiação ao Partido da Pátria Livre, o dr. Gutemberg dirige o SindMédico pelo terceiro mandato, quando soube separar sua administração da vinculação partidária. Faltando um ano e dois meses para o pleito eleitoral, o médico ginecologista falou para a reportagem sobre saúde pública em Brasília e seus gestores e teceu comentários sobre o seu projeto político para 2018. Veja a íntegra da entrevista: A reportagem do Diário da Manhã foi direto ao ponto e indagou o paraibano sobre o início de sua trajetória. Ele deu uma olhada na sala onde estavam seus principais colaboradores e afirmou:
“Desde infante me preocupei com as questões nacionais. Passei pelos colégios e construí uma história nos grêmios estudantis, sempre na defesa inconteste de uma educação de qualidade. Portanto, tive a consciência de que a política bem feita realiza e faz a nação avançar! Quando me mudei para Brasília entrei logo no movimento sindical. Foi aí que vi de perto a necessidade de melhorar a saúde, por meio de nossa militância no Sindicato dos Médicos de Brasília – SindMédicos”, disse.

Jofran Frejat e Pinheiro da Rocha

Perguntamos ao experiente sindicalista sobre os bons gestores da saúde pública no DF. Ele foi objetivo e opinou:
“Jofran Frejat junto com Pinheiro da Rocha são os ícones da gestão pública em Brasília. O Pinheiro iniciou a gestão de excelência no DF, enquanto que Jofran Frejat deu continuidade, o que fez Brasília modelo na saúde pública em determinado período de nossa história. Da inauguração de Brasília em 1960, para cá, em termos de realização na área da saúde pública, não tem como não se lembrar de Jofran Frejat e Pinheiro da Rocha, que ajudaram a consolidar Brasília como capital da República, ao tempo que a saúde avançou de forma incomparável. Jofran, além de um grande gestor da saúde, expandiu o sistema, construindo hospitais e postos de saúde em todo o DF, além de ter sido o criador da Faculdade de Medicina de Brasília. Ele trouxe um modelo de gestão e melhorou as questões primárias, secundárias e terciárias. O projeto está sendo copiado pelo atual secretário de saúde do DF. Aliás, como disse o pensador, a história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa. A Secretaria de Saúde de Brasília, na atual gestão, está querendo imitar o que Jofran fez com sucesso no passado. Contudo, o secretário está cometendo uma série de erros e irresponsabilidades, que nos permite citar Karl Marx”, criticou o médico.

Agnelo foi melhor que Rollemberg

Comparando a gestão de Agnelo Queiroz (PT) e Rodrigo Rollemberg (PSB), Gutemberg minimizou as dificuldades do primeiro e atacou o governo atual: “Agnelo teve muitas dificuldades de vender suas ações e, a meu ver, cometeu um erro grave, pois ele não podia ser governador e secretário de saúde ao mesmo tempo. Não deu certo! o compromisso assumido na campanha foi por água abaixo. Trata-se de uma posição política que ainda hoje repercute de forma negativa. Entretanto, ao comparar as duas administrações, logo se percebe que Agnelo fez alguma coisa e não soube vender para a população, ou seja, falhou no marketing. O Rollemberg não fez nada e gasta muito dinheiro com marketing político. Apesar disso, neste jogo, quem de fato acaba ganhando é o Agnelo”, conclui o dr. Gutemberg.

Crise econômica

Sobre o assunto que interessa aos brasilienses e brasileiros de todos os rincões, a crise política e econômica, neste caso o dr. Gutemberg criticou:
“É claro que a má gestão do atual governo prejudica mais ainda a nossa população, que já sofre com a crise. Além da saúde pública mal administrada em Brasília, temos problemas graves na mobilidade urbana, enquanto que na educação o problema é muito claro. É certo que a crise econômica pela qual passamos atrapalha muito, contudo o grande problema é a má gestão, o complicador no DF. Referente à questão política e com vistas às eleições de 2018, eu entendo que parte significativa dos pré-candidatos ao Palácio do Buriti está com graves problemas. Espero que surjam novos nomes em que a população possa confiar. No momento se destacam o Izalci Lucas e o Jofran Frejat. Ambos têm o respeito do povo e estão bem posicionados nas últimas pesquisas da maioria dos institutos, inclusive a que tenho em mãos feita no final do mês de junho pelo Instituto Cristal. Jofran e Izalci são nomes com muita história em Brasília. Tanto um como o outro são dispostos e realizadores”, arrematou.   

Izalci Lucas lidera disputa para GDF - Cristal Pesquisas

Jofran Frejat é o primeiro para o Senado e segundo para o GDF - Cristal Pesquisas
Citação para Distrital

            Questionado pela reportagem referente ao seu bom posicionamento na pesquisa feita pelo Instituto Cristal em todas as cidades do Distrito Federal, quando foram ouvidos 1200 eleitores no final do mês de junho, cuja pesquisa o colocou em posição de destaque para a Câmara Legislativa do Distrito Federal, o presidente do SindMédico argumentou:
          “Ter sido bem citado na pergunta espontânea da pesquisa do Instituto Cristal para mim foi uma grata surpresa. Demonstra que a população está tomando conhecimento do trabalho que estamos realizando em prol da saúde de qualidade em todo o Distrito Federal. Sou médico em Brasília desde 1991 e estou à frente do Sindicato dos Médicos no exercício do meu terceiro mandato. Aqui no Sindicato eu cobro do governo o melhor para a nossa população na área da saúde. Quando é preciso denunciar, eu o faço com tranquilidade, pois sei que estou fazendo uma denúncia na defesa de uma melhor saúde para o nosso povo. Acredito que as nossas sugestões e ações, ao longo de todos esses anos, no sentido de melhorar a saúde em Brasília, certamente estão tendo receptividade e reconhecimento”, disse dr. Gutemberg.

Projeto político para 2018

Questionamos o dr. Gutemberg sobre uma possível candidatura para deputado distrital. Ele respondeu sem pestanejar e demonstrou ser um homem de fé:
“Se o Arquiteto do Universo permitir, serei candidato a um cargo eletivo no DF em 2018. Tive 8.858 votos para deputado distrital na eleição de 2014. A pesquisa do Instituto Cristal realizada no final do mês de junho indica que posso ampliar muito a minha votação, caso eu concorra ao mesmo cargo em 2018. Entretanto, existem articulações para que eu possa disputar cargo mais elevado. Vamos aguardar o tempo certo para que possamos decidir”, explicou o presidente do SindMédico.

Palavra final

Pedimos ao médico e sindicalista para enviar, por meio da reportagem, uma mensagem para a população de Brasília. Ele afirmou:
             “As minhas palavras são de esperança e muito otimismo, apesar da crise pela qual passamos. Nasci no interior da Paraíba e lá aprendi a viver e enfrentar as dificuldades. Sou religioso e acredito muito que teremos vitórias daqui para frente. Estou em Brasília desde 1991. Nestes 26 anos tenho lutado com todas as forças por uma saúde de qualidade para nossa população. Continuo na mesma luta e na expectativa de que elegeremos uma pessoa identificada com a saúde pública para o governo do Distrito Federal em 2018. Amo a terra em que nasci, a minha querida Paraíba, onde me formei: Universidade Federal da Paraíba. Nas quase três décadas em Brasília, tornei-me um brasiliense de coração. Foi aqui que fiz residência médica e constituí minha família. Desejo a todos um segundo semestre de muitas realizações”, concluiu o dr. Marcos Gutemberg Fialho da Costa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário